FIESP está discutindo inovações nas operações de Comercio Exterior. - Bysoft - Soluções para Comércio Exterior

Bysoft - Simplifique o Mundo

FIESP está discutindo inovações nas operações de Comercio Exterior.

12/jun/2018 - Sem Comentários

No ultimo mês, a FIESP discutiu sobre os processos administrativos trazidos pelo Portal Único de Comercio Exterior durante o Seminário de operações de Comercio Exterior. O diretor titular do Durex, Thomaz Zanotto, defendeu a facilitação de comercio em todo o mundo. Segundo ele, com o programa do Portal Único, o tema tem tido atenção no governo e esfera privada. Para Zanotto, “A criação do Portal Único vai proporcionar uma redução drástica do tempo de exportações e importações”. Na prática, ele explica, “é um projeto que gera mais ganhos do que qualquer outro projeto de infraestrutura implementado. Além disso, a redução de custos em comércio exterior pode alcançar os US$ 23 bilhões”.

 

Na opinião do secretario de Comercio Exterior do Ministério da Industria, Comercio Exterior e Serviços (MDIC), Abrão Miguel Árabe Neto, o debate gerou uma oportunidade de aproximação do governo com os principais participantes do setor privado. O secretário apontou a temática sobre facilitação de comércio como um dos principais pontos da política do MDIC, a fim de promover avanços em competitividade, produção e exportação no país. “Será uma mudança estruturante. Todo o caminho para exportar e importar está sendo refeito”, afirmou o secretário.

 

O diretor do Departamento de Operações de Comércio Exterior (Decex) do MDIC, Renato Agostinho, falou sobre o novo tratamento administrativo dos processos de importação e exportação, que com a implementação completa do Portal Único, irão ocorrer de forma mais ágil se comparados com os processos atuais.

Participaram também do debate o coordenador-geral de Importação do MDIC, Maurício Gente Maragni, o auditor fiscal da Receita Federal e gerente do Programa Portal Único pela RFB, Frederico Fróes Fontes, e o coordenador-geral substituto de Exportação e Drawback do MDIC, Marcelo Landau.


0 Comentários

Deixe o seu comentário!