Bysoft - Simplifique o Mundo

Reaquecimento do mercado de cargas aéreas

17/abr/2018 - Sem Comentários

Segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreos (IATA), houve um crescimento de 9% na demanda de carga aérea mundial em 2017. Este crescimento superou as expectativas do mercado, pois o foi duas vezes maior que a expansão do comércio mundial, que foi de apenas 4,3%.

 

Apesar dos dados do mercado brasileiro ainda não terem sido divulgados em sua totalidade, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) divulgou que em 2017 a carga transportada em voos internacionais, apenas por empresas brasileiras, foi de 25% aproximadamente. Isso equivale à 23,4% em comparação ao ano de 2016.

 

Segundo o diretor geral e CEO da IATA, Alexandre de Juniac “para 2018, continuam os desafios, incluindo a necessidade de uma evolução em toda a indústria em termos de ganho de eficiência, pois as expectativas das empresas de carga e dos consumidores são cada vez mais exigentes”. Soma-se isso a uma estimativa de ampliação mundial da demanda de 4,5% em 2018 por conta do aumento da confiança do consumidor no comércio de eletrônicos internacionais e transporte de produtos sensíveis a temperaturas.

 

A ABREAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) prevê um aumento de até 191 mil toneladas entre os anos de 2017 e 2022 para a carga aérea internacional transportada no Brasil.


0 Comentários

Deixe o seu comentário!